Os níveis de Reiki:


Texto de
Paulo Santos (Mestre de Reiki)

O ensino do Reiki é divido em três níveis fundamentais:

Primeiro nível:

Aprende-se a história do Reiki, a localização e função dos sete chakras, a posição das mãos, e como aplicar Reiki a nós e aos outros.

Dependendo dos mestres pode-se aprender também o primeiro símbolo de Reiki, que se chama Choku Rei e que é usado para tratar o corpo físico.

Depois de se receber este nível ficamos habilitados a fazer Reiki a nós e aos outros. No entanto, se não tivermos aprendido o Choku Rei não é aconselhável fazermos aos outros, uma vez que uma das funções do Choku Rei é a proteção contra energias negativas que poderemos eventualmente absorver quando fazemos Reiki aos outros.

Em todos os níveis recebemos o ritual de sintonização com a energia de Reiki.

Segundo nível:

No segundo nível aprendemos mais dois símbolos para além do Choku Rei: O Sei he ki, que trata o corpo emocional e o Honsha Zen Shonen que trata a mente e que permite fazer Reiki à distância, para o passado e para o futuro. Este último símbolo é extremamente poderoso, uma vez que quebra a barreira do espaço e do tempo.

Terceiro nível/mestrado:

O terceiro nível é dividido em duas partes: o terceiro nível propriamente dito e o mestrado. Há mestres que ensinam as duas componentes de uma só vez, enquanto que, outros dividem as duas áreas de uma forma muito distinta, ensinando uma de cada vez, como se tratasse de dois níveis de ensino diferentes.

No terceiro nível propriamente dito aprende-se o símbolo do mestre, dae komyo, que serve para tratar a alma e algumas pequenas terapias alternativas ao uso das mãos, como por exemplo o uso de cristais.

No mestrado aprende-se como fazer o ritual de sintonização e como ensinar Reiki aos outros.